Controlador de Trânsito SUTEC STC


SUTEC S.A. fabrica e comercializa o controlador de trânsito SUTEC STC. Este controlador mantém todas as capacidades de seus antecessores, com os quais é totalmente compatível e agrega novas características e inovações que lhe provêem uma grande potência e flexibilidade.

A modularidade do SUTEC STC lhe permite suportar um grande número de aplicações. Por exemplo, pode controlar de 2 a 16 saídas de lâmpadas livremente configuráveis tanto para veículos, pedestres ou giros. Além disso, oferece a possibilidade de receber sinais provenientes de demandas de pedestres e contagem veicular para serem usadas em funções de programação.

Graças a suas características, o SUTEC STC pode adaptar-se a diferentes configurações e sistemas, como é o caso de que pode ser vinculado a redes de sincronismo, onde cumpra com o papel de maestro ou escravo. Para cada sistema de sincronismo existe um sistema operativo. Também se pode conectar a uma Central de Controle de Trânsito
A potência de comunicação tem sido incrementada significativamente mediante a incorporação de processadores dedicados a tal fim, possibilitando a realização de tarefas em tempo real, o qual é essencial para a operação em sistemas de trânsito adaptativos.

Entre as novidades do SUTEC STC, está a incorporação de sistemas GPS, GSM e Modems RF para determinadas aplicações onde a transmissão de dados constitua um parâmetro crítico.
O SUTEC STC é geralmente constituído de um gabinete de poliéster reforçado com fibra de vidro para ser montado sobre um pedestal, mas opcionalmente é possível agregar uma base de poliéster. Entretanto, o controlador de trânsito também pode ser entregue sem gabinete. Se for necessário usar outro tipo de gabinete, por exemplo, um gabinete metálico com pintura epóxi ou um gabinete de aço inoxidável, devem ser solicitados especialmente.

A parametrização, administração de dados, provas e funções de diagnóstico do controlador de trânsito podem ser configurados graças ao pacote de software COMCLS/Win desde um PC ou Pocket PC, que é simples e orientado ao usuário. A etapa de supervisão da segurança do equipamento se realiza mediante uma placa eletrônica, a qual se comunica com o software COMCLS Terminal para a execução de provas.